Notícias

22/01/2018

Tecnologia Wi-Fi


TECNOLOGIA
Como ter um wi-fi eficiente

 

Bryan Belati/Especial para o Viver Bem

 

Você sabia que a decoração da sua casa pode interferir no sinal de wi-fi? A maneira como os móveis estão posicionados no espaço e o material de fabricação podem bloquear a passagem do sinal, o que restringe a área de cobertura.

 

Profissionais da área de tecnologia, a fim de auxiliar os usuários como aproveitar a internet da melhor forma, oferecem um mapeamento de rede chamado “Internet Coletiva”, o qual leva em consideração quantos usuários o local possui, as horas de navegação e a velocidade da internet que o usuário já tem. Além disso, é feito um estudo da planta do imóvel e do espaço físico, caso a residência já esteja mobiliada.

 

Segundo Rogério Duarte, 48 anos, da AS Computadores de Araçatuba, a procura por esse tipo de serviço aumenta a cada ano. Ele afirma que esse tipo de projeto é tão importante quanto os demais projetos civis, como o arquitetônico, hidráulico e elétrico.

 

“É aconselhável que esse projeto seja feito junto com os demais projetos de construção. Feito assim, o usuário consegue ter um direcionamento de como deve ser instalada a mobília de sua casa. Dessa maneira, não é preciso mudar nada de lugar, e a equipe de instalação não corre o risco de quebrar algum móvel”, esclarece Duarte.

 

Após a conclusão do estudo, a equipe analisa os dados coletados, compara o uso da rede com o quanto é disponibilizado de internet para os usuários e aponta quais são as mudanças necessárias, tanto em equipamento quanto em posicionamento dos móveis.

 

“Os novos projetos arquitetônicos daqui de Araçatuba estão nos procurando com interesse nesse mapeamento. Como a maioria deles é comercial, por se tratar de escritórios, a internet precisa ser usada da melhor maneira possível. E a tendência é aumentar cada vez mais. Afinal, todos querem ter uma internet rápida e que cubra todo o espaço do local”, menciona Rogério.

 

De acordo com o empresário, o espelho é o artigo decorativo que mais prejudica a transmissão. O vidro pode causar interferência, mas o que mais interfere na conexão são os metais utilizados para a reflexão. Espelhos mais antigos, que utilizavam chumbo e outros materiais, são quase impossíveis de serem atravessados por ondas de rádio, as quais levam as informações da internet.

 

Artigos de decoração mais modernos, feitos de alumínio, por exemplo, causam menos perdas na transmissão das ondas, mas ainda não permitem a passagem total das informações.

 

Serviço de mapeamento interessa a todos os públicos

 

Alexandre Edno de Carvalho, 48, dono de escolas em Birigui e Araçatuba, até então não liberava o acesso à internet aos alunos, por medo de a rede ficar lenta ou ser invadida. Pensando em adotar o uso do celular na metodologia de ensino, o empresário procurou o serviço de mapeamento e criou, há três meses, uma rede especialmente para os alunos.

 

“Eu fiquei sabendo desse serviço pelo Facebook. Pesquisei algumas coisas na internet e me interessei muito, por que eu já tinha em mente a abertura da rede para os alunos. Nós temos que ceder ao novo. Às vezes o professor reclama do uso do celular, mas é melhor que o aluno fique no Whatsapp do que atrapalhar a aula conversando com o colega. Nunca fugir do tradicional colaborou tanto para o sucesso da metodologia de ensino”, afirma Carvalho.

 

Ele conta que o mecanismo foi adotado em ambas as unidades, de Birigui e Araçatuba, cada planta com uma característica diferente. Segundo o empresário, o imóvel de Araçatuba possui dois andares, e por isso foi preciso colocar dois roteadores, um em cada andar. Enquanto no de Birigui, por ser piso único, um único equipamento foi suficiente.

 

A situação da promotora de Justiça Maria Cristina Neira, 40, é um pouco diferente. Seu plano de internet era bom, mas o equipamento que usava não distribuía o sinal corretamente, e não colaborava para a boa navegação de suas filhas.

 

“Como nós assistimos Netflix pela TV, antes de contratarmos o serviço de mapeamento de rede, a qualidade da imagem era péssima, porque o sinal de wi-fi oscilava demais. Hoje, o sinal pega em todos os cantos do apartamento, e não temos mais esse tipo de problema. Principalmente com o sistema de monitoramento, que funciona também por wi-fi”, explica Maria. BB

 

Crédito da foto: Alexandre Souza/Folha da Região - 27/11/2017

 

Bryan Alan Belati Pinheiro
Repórter Estagiário
Editora Folha da Região
(18) 3636-7735

www.folhadaregiao.com.br

Nossos Parceiros

Uma empresa de Tecnologia com mais de 30 anos no mercado.